YouTube Music: Uma boa alternativa ao Spotify

Serviço de streaming do Google ainda está engatinhando, mas tem alguns destaques que valem a pena ser considerados

O YouTube Music é a solução em streaming de músicas apresentado pelo Google ainda em 2015, mas só foi chegar aqui no Brasil apenas em setembro de 2018. O serviço ainda está sendo aprimorado, não tendo muitos recursos e funções legais como o Spotify, mas ele tem suas peculiaridades que talvez possa convencer você a pagar sua assinatura mensal. 

Serão analisados 5 pontos sendo eles interface, qualidade do áudio, recursos e funções, tamanho do acervo e preço. Lembramos que este review não é um artigo patrocinado pelo Google, sendo 100% nossa opinião após vários meses de uso do serviço. Será dado uma nota para cada ponto analisado e no final será dado uma nota que corresponde a soma de cada um dos quesitos dividido pela quantidade, que neste caso são 5.

Falta criatividade na interface - Nota: 7,0

Tanto no PC quanto na versão mobile para Android ou iOS o YouTube Music entrega uma interface muito sólida e agradável aos olhos, sendo bastante similar ao Spotify, onde os álbuns, perfis dos artistas e playlists ficam organizados em quadrados coloridos, o que pode ter sido um feito proposital por parte do Google para aqueles que possam fazer uma possível migração do Spotify não estranhar logo de cara a interface. 


De um modo geral a interface em todas as plataformas agrada bastante ficando devendo apenas em originalidade, sendo praticamente impossível não lembrar do Spotify quando você está navegando por ela. 


O desempenho dos aplicativos tanto no Android quanto no iOS também é muito bom, se mostrando bastante fluídos sem qualquer tipo de travamento independente do aparelho. Talvez em um aparelho com pouca RAM possa comprometer o desempenho mas nada que impeça a utilização. Só para reforçar essa tese, passei a maior teste com um LG G5 SE que é um aparelho de 2016 rodou o app sem nenhum tipo de travamento ou engasgos, o mesmo aconteceu em um Galaxy A5 2017. 

A versão web do YouTube Music também é bastante fluída e também agrada, ele fica devendo mesmo é só um aplicativo oficial para Windows e Mac OS. 

Qualidade de áudio que surpreende - Nota: 8,5

Pode parecer estranho mas pode haver diferenças de qualidade de áudio reproduzido dependendo do serviço de streaming, aqui não vou comparar ponto-a-ponto as diferenças do YouTube Music com seus concorrentes, mas só para dar uma ideia da diferença vou fazer uma única comparação ao Spotify. 

No YouTube Music notei que ele entrega um som mais "cristalino" e agudo do que no Spotify e ainda assim manter os graves bem presentes em todos os ritmos musicais. Me surpreendeu positivamente já que dependendo do ritmo musical o YouTube Music se mostrou superior aos seu concorrentes. Posso citar o Funk, Rap e Eletrônica que se destacaram no serviço do Google. 

As diferenças ficam bem mais nítidas quando você usa um fone de ouvido ou caixa de som de qualidade, e posso afirmar que o áudio do YouTube Music é mais 'alto' que seus concorrentes então se você é daqueles que gosta de por o som no volume mais alto, este pode ser seu serviço de streaming certo. 

Já na parte de controle da qualidade de áudio o YouTube Music permite você escolher a qualidade de áudio entre baixa, normal e alta tanto para redes móveis ou Wi-Fi, separando a sua escolha para caso você queira deixar a qualidade do áudio baixa quando estiver usando os dados móveis da sua operadora para não detonar seu pacote e quando estiver em uma rede Wi-Fi definir a qualidade com alta para aproveitar ao máximo as suas músicas. 

Infelizmente ele não possui um equalizador de áudio dentro do próprio aplicativo, ele até mostra uma opção de equalizador mas ele redireciona para o equalizador do Android, então todas as modificações que você fizer vão afetar outros aplicativos também. Uma pena. 

Falta recursos e funções para melhorar a usabilidade - Nota:  7,5 

O YouTube Music ainda é carente de recursos e funções legais que possam agilizar a vida de que o usa, e este quesito é sem dúvidas o que mais deixa a desejar. Recursos matadores que tem no Spotify como o controle remoto não está presente no YouTube Music, mas pelo menos ele deixa você baixar as músicas para ouvir offline. 

O que posso dizer de recurso que é interessante e que você pode gostar é o de Mixtape Offline. Basicamente o aplicativo vai verificar quais músicas o usuário mais ouve e não tem baixada no seu dispositivo para ouvir offline e faz o download automaticamente para você ouvir quando não tiver conexão a internet. E olha o recurso funciona muito bem pois ele compreende de fato o que você ouve e já deixa tudo salvo na memória do seu smartphone, pode se dizer que este é o que 'salva a pátria' do YouTube Music. 


Devo lembrar que este recurso só funciona se você permitir já que ele vai usar a memória de armazenamento de seu smartphone, então se você tiver pouco espaço nele pode acabar diminuindo seu espaço para salvar fotos, vídeos e aplicativos. Mas pelo menos ele permite que você salve as músicas no cartão micro-SD, caso seu aparelho tenha, se tiver recomendo muito o Mixtape Offline.

Acervo musical extenso - Nota: 9,5 

Sabe aquela versão de uma música que você gosta muito que foi gravada em um show ao vivo ou um cover feito por alguém e que você não encontra de jeito nenhum em outros serviços de streaming de música? Pode ser que você encontre ela no YouTube Music já que ele além de usar músicas disponibilizadas pelos próprios artistas também reproduz o áudio de videoclipes do YouTube, então neste aspecto não tem nem o que discutir, o YouTube Music entrega mais opções de músicas e neste quesito é sim superior aos seus principais concorrentes. 


O que ele peca um pouco é que ele cria uma playlist de músicas que você curtiu tanto no YouTube Music quanto no YouTube e as vezes aparece lá o áudio de um vlog de algum YouTuber que você acompanha, mas acredito que isto possa ser corrigido em breve pelo Google. 

Preço ok, mas poderia ser um pouco mais baixo - Nota: 8,0 

O YouTube Music atualmente permite o usuário optar por dois tipos de assinatura, a Premium e a Familiar, em ambos ele permite que o usuário escute músicas em anúncios e também a fazer download delas para ouvir offline. Atualmente ele ainda não possui um plano para estudantes como o Apple Music e Spotify. 

O valor da assinatura Premium que é para apenas uma conta é de R$ 16,90 mensal , mesmo preço que o Spotify, enquanto para o plano familiar que permite que até 6 contas sejam vinculadas é de R$ 25,50 por mês, R$ 1,40 mais barato que o plano familiar do Spotify. 

Poderia sim cobrar menos para fazer mais sentido ainda optar pelo YouTube Music já que ele ainda é novo no mercado e precisa atrair assinantes, mas pelo menos ele dá um mês de graça de teste com todas as funcionalidades liberadas. 

Veredito: É bom de verdade - Nota final: 8,1
Apesar de ficar devendo em alguns aspectos e faltar alguns recursos que podem definir a escolha ou não do YouTube Music por um usuário, ele não fica muito para atrás dos seus principais concorrentes, principalmente se você prioriza apenas o quesito de se ter um grande acervo musical e quer só ouvir suas música bem tranquilo sem focar em recursos e funcionalidades. 

Agora se você é um entusiasta de tecnologia e quer várias funções que melhorem ainda mais a usabilidade, necessita de um equalizador para definir quais frequências devem ter um destaque maior, pode ser que ele não te agrade mas vale dar uma chance a este serviço novato que ainda tem muito que evoluir e tem tudo para surpreender positivamente no futuro.  





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.