Bitcoin está se esgotando? Mineradores podem encontrar dificuldades




1 de agosto de 2019 foi um dia importante na indústria de criptomoeda. Ao final deste dia, contabilizou-se 85% do total da oferta de bitcoin como já extraído. Agora, só se poderá extrair 3,15 milhões de novos bitcoins nos próximos 120 anos.

Satoshi Nakamoto, o suposto criador do Bitcoin, fez uma jogada inteligente limitando o número total de bitcoins que poderiam ser extraídos para 21 milhões. A oferta limitada confere propriedades anti-inflacionárias à criptomoeda. Para tornar isso simples, pode-se considerar uma situação em que o ouro tenha um suprimento infinito. O que acontecerá com seus preços?

Na quinta-feira, a rede Bitcoin extraiu a 17.850.000ª criptomoeda. O número crescente de bitcoins já coletados não é uma boa notícia para os mineradores, pois cada vez que um bloco é extraído, o número de criptomoedas recebidas diminui.

Isso ocorre porque a recompensa é reduzida pela metade a cada vez que se adiciona 210.000 blocos ao blockchain. Essa é uma estratégia para manter a produção de novas criptomoedas constante e compensar o crescimento na velocidade do hardware e número de usuários executando nós ao longo do tempo.

Atualmente, os mineiros são recompensados ​​com 12,5 bitcoins por bloco. A recompensa será reduzida pela metade em maio de 2020, de acordo com as previsões.

Uma vez que os 21 milhões de bitcoins tenham sido extraídos, a recompensa para os mineiros também desaparecerá. Nessa situação, de acordo com o White Paper Bitcoin de Nakamoto, a rede poderá começar a recompensar os mineiros na forma de taxas de transação.

Fonte: bitcoin.org

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.